Gladíolo - uma espada de encanto

Gladíolos violeta

Os gladíolos são reconhecidos por todos à simples vista, todos já os namoramos pela sua beleza inconfundível, certamente. São uma planta herbácea alta de até quase 2 metros, podendo passar inclusivamente a altura de muitos de nós. Facilmente identificáveis pelas suas espigas rígidas que sobem a dar folhas ensiformes, decoram-se de pétalas amplas e coloridas a toda a volta em grupinhos de floretes. Constituem autênticos ramos por si mesmos e conferem uma explosão de cor a qualquer jardim, em diferentes tons e formatos variados. Estas campainhas que mingam são tão fofas que é difícil resistir-lhes – um autêntico mimo para qualquer bouquet de verão!

Do género Gladiolus, estas plantas são da família das Iridáceas, vulgo íris, embora não se pareçam em muito à vista desarmada. O gladíolo possui uma flor perene caracterizada pela sua longevidade e resistência. Dita resistência advém de uma característica que lhes é específica – o cormo, um órgão subterrâneo, é o responsável por cumprir as funções de armazenamento do organismo. É como se fosse a barriguinha com que ficamos depois do Natal, com a energia ali armazenada em forma de gordurinha, ou similar às bossas de um camelo.

Porém, todos estes encantos pagam-se a um preço não subestimável. Os gladíolos são as pequenas rainhas de qualquer jardim, não aparecem sem ser cuidadas em boas condições. Estas plantas são gulosas no que toca à sua alimentação, pelo que é indispensável uma boa quantidade de húmus à sua disposição. São ainda mais sedentas, bastante até, uma vez que apreciam apanhar sol a temperaturas quentes e a hidratação, nesses casos, é chave. O solo precisa de ser bem drenado e de estar constantemente regado com rega contínua, ou elas recusam-se a crescer! São plantadas normalmente na altura da primavera para começar a dar flor cerca de um mês e meio depois. Apresentam-se no seu máximo esplendor em agosto, mesmo a tempo dos arranjos de verão de que a tua mãe tanto gosta, e voltam a esconder-se quando vem o frio.

Alpine Essence

A partir de 30,00 €

En Provence

A partir de 30,00 €

Sunday Mondays

A partir de 28,00 €

História e origem

Quanto à etimologia da palavra, “gladius” em Latim significa espada, termo que se explica pela forma da planta. Já os gregos também se referiam a ela como “xiphium” do grego “xiphos”, ou espada. Há mesmo quem lhes chame de “lírios espada”, ainda que sejam da família das íris, como já dissemos. O que é certo é que, no tempo em que se falava latim, elas se associavam aos gladiadores e às pequenas espadas com que lutavam nos coliseus. Para efeitos de proteção, estes usavam-nas à volta da cabeça durante as batalhas. 

Relativamente à sua origem, pensa-se que estas plantas foram originárias da África do Sul, ou pelo menos é de lá que chegam as primeiras referências. Se pensarmos que elas são ariscas ao frio – como todos! – podemos deduzir que realmente África é um bom sítio. Aí dizia-se que se usavam para tratar várias doenças, sobretudo infeciosas, desde a dengue à malária, ou mesmo a SIDA. Queres ver que andamos nós no século XXI à procura da cura para a SIDA quando ela está na florista da esquina?! Atualmente, conhecemo-las porque os exploradores do século XVIII as importaram para a Europa a partir da África do Sul diretamente quando voltavam da Índia – lembram-se do Cabo da Boa Esperança, ou as aulas de História já lá vão? Pois bem, o interesse pela sua beleza foi tanto que os biólogos europeus pegaram nelas e cruzaram-nas, hibridaram e chegaram a produzir novas espécies. Hoje todas elas crescem um pouco por todo o mundo, expandindo-se até à África tropical, Mediterrâneo e depois para a Ásia.

Cores e significado

Face ao significado, retêm em si a força, integridade e bons valores morais aliados à elegância. Por outro lado, um bouquet de bonitos gladíolos pode traduzir a paixão honesta e fiel que nutres pelo teu ente querido. Mas nem tudo são significados alegres, e decerto já reparaste em gladíolos em situações fúnebres. Nestas predominam os tons brancos, prevalece o seu lado sóbrio e comunicam um respeito profundo a alguém que outrora foi merecedor de toda a tua devoção. A panóplia de cores que eles atingem é realmente ampla, desde o branco da espiritualidade e respeito, ao rosa do romance, da paixão. Passa também pelo vermelho vivo do amor ardente, bem como o amarelo da felicidade, positividade e boa vibe. A imensa palete vem acabar aos tons de um violeta da realeza e nobreza, mistério e charme.

Em suma, a mensagem secreta associada ao gladíolo é única, sem medo de ser diferente. Isto porque tampouco encontrarás nenhuma planta igual a outra, assim como não há dois amores iguais. Adaptando-se a todas as ocasiões com base na sua cor, são uma aposta segura em várias situações do dia-a-dia. Sem esquecer, claro, o seu caráter romântico e exclusivo. Estarias preparado para oferecer um bouquet de lindas espadas capazes de perfurar apaixonadamente o coração do teu amor? 

Gladíolos laranja

15% DE DESCONTO

Estás à espera do que para aproveitares o teu ramo de flores ou planta favorita?

Código: SEOPT15