Envios gratuitos de segunda a sexta-feira

Cravo, muito mais do que um símbolo de liberdade

Cravo laranja

O cravo não é apenas uma das flores mais encantadoras da Natureza. É também uma parte essencial da cultura portuguesa, e em especial da Revolução do 25 de Abril. Mas mais do um símbolo de liberdade, esta flor está associada a um passado rico, a diversos usos botânicos, e a uma simbologia fascinante.

A primeira coisa em que reparas quando olhas para um ramo de cravos é na sua beleza. Caracterizada pelos bordos recortados das suas pétalas, normalmente vermelhas, esta flor cresce em jardins de todo o mundo e pode atingir um metro de altura. Divide-se em mais de 300 sub-espécies distintas, e é usada por perfumistas de grandes marcas para compor contagiantes aromas. O seu característico odor, no entanto, não é apenas objecto da admiração dos profissionais da perfumaria. A fragrância único do cravo também pode dar mais graça à tua casa e ao teu jardim. Para além da sua associação ao 25 de Abril, feriado democrático em Portugal, o cravo é utilizado para comemorar o Dia da Mãe e o Dia de São Patrício. Está ainda associado ao milagre da incarnação de Jesus Cristo, que desempenha um papel central na teologia cristã.

Se em Portugal o cravo não pode ser dissociado do conceito de liberdade, lá fora ele possui outro tipo de significados. É maioritariamente visto como um símbolo de amor, mas também como uma forma de marcar os ideais do fascínio e da distinção. Ao longo da história, integrou o conjunto de crenças de diversas culturas.

Alpine Essence

A partir de 30,00 €

En Provence

A partir de 30,00 €

Sunday Mondays

A partir de 28,00 €

História e significado

Desde o tempo dos poderosos Romanos, o cravo está eternamente associado à crucificação de Cristo. Reza a lenda que Santa Maria terá derramado lágrimas quando percebeu que Jesus não sobreviveria à tirania dos homens. De cada uma destas lágrimas terá surgido um cravo, vivo como que por milagre, brotado de forma natural a partir da terra estéril. 

Também na cultura coreana esta flor desempenha um papel central. É utilizada por jovens mulheres coreanas para prever o futuro e auspiciar boa fortuna. Na era Vitoriana, era vista como um símbolo de segredos e mensagens escondidas. Era comummente usada como uma confissão de amor romântico por admiradores anónimos e entregue às donzelas solteiras. Nos Estados Unidos, é ainda hoje tida como o presente ideal para o Dia da Mãe. Os cravos vermelhos são vistos como um símbolo de apreço para as mães em vida, enquanto que os cravos brancos são usados para recordar as mães que já partiram.

No mundo da botânica, o cravo é conhecido como dianthus. O nome científico da flor tem origem no latim, e foi formado a partir das palavras ‘dios’, que significa Deus, e ‘anthos’, que significa flor. A ‘flor dos deuses’ faz mais do que jus ao seu nome, até porque está dotada de um conjunto de propriedades únicas que a tornam num curativo natural para vários males.

Uso e propriedades

As flores são realmente maravilhosas. Não só são a coisa mais bela e preciosa que a natureza nos dá, como podem ajudar-te a cuidar de maleitas físicas e psicológicas. Nem todas as flores possuem propriedades curativas que já foram estudadas e analisadas. Mas o cravo é uma flor muito especial. Já te dissemos que era usada por perfumistas e grandes marcas de moda. Mas sabias que também possui aplicações importantes na indústria de cosméticos? Hoje em dia, estas flores são usadas em todo o tipo de produtos de beleza, desde o batom até ao blush. Mas são também o ingrediente principal de um poderoso chá repleto de propriedades curativas.

Um chá de cravo é não só delicioso como benéfico para a saúde. É utilizado para tratar problemas sérios como a depressão, as insónias, ou alguns tipos de anomalias hormonais. Além disso, tem um efeito sedativo bastante eficaz. Ajuda por isso a combater o stress e a fatiga, sendo a bebida perfeita para recuperar depois de um longo dia de trabalho.

Os efeitos curativos do cravo não ficam por aqui. A flor é utilizada em diversos óleos de massagem que ajudam a tratar irritações da pele e a cuidar da derme. No tempo da civilização asteca era utilizada em chás e bálsamos designados para tratar a congestão pulmonar. Era também encarada como uma cura para problemas do rim, sendo comummente utilizada para ajudar a aumentar o volume do fluxo urinário.

Existem mil e um motivos para teres cravos na tua vida. Esta magnífica flor é muito mais do uma maneira natural de decorares a tua casa. É também uma parte fundamental da história de Portugal, um poderoso curativo, e um símbolo de amor materno em várias sociedades antigas e modernas. Possui ainda uma relevância central no Cristianismo, sendo um símbolo indelével do amor de Cristo e do milagre da incarnação. Todas as flores podem dar alegria ao teu dia e tornar-te mais feliz, mas o cravo é sem dúvida uma das mais exemplares de entre todas aquelas que a natureza nos deu.

Cravo com pé